Skip to content

Mulher casada traindo marido fez dele um corno feliz

A história de uma nordestina gostosa que fez o marido dela um corno muito feliz

Olá amigos hoje vou contar para vocês como uma mulher casada traindo o marido pode fazer ele muito feliz. Me chamo Souza, e tenho uma esposa chamada Carol, ela tem 26 anos e é muito gostosa e bem safada.

Eu conheci a Carol em um bar aqui da minha cidade, depois de um amigo meu que já tinha comido dela ter comentando comigo o quanto ela era gostosa fiquei super interessado. Eu sempre tive um fetiche sexual bem estranho para algumas pessoas, eu sempre quis ser um corno da minha mulher, um corno submisso, e nisso minha mulher é muito boa.

Um dia marcamos de ir a um bar que rola um show ao vivo aqui na minha cidade se encontrar com o Guga (Gustavo), um colega de trabalho que trabalha comigo a muito tempo. O Guga é um cara bem certinho, totalmente apaixonado pela esposa dele. E minha esposa adora um desafio e eu incentivei ela a dar em cima dele para ver o que rolava.

Pouco tempo depois um outro colega nosso de trabalho chegou lá também, o Alex. Ele era o tipo de cara no estilo pegador, pegava geral lá na empresa, secretária, fachineira, seja la quem fosse, se tinha útero o Alex comia sem dó. Desde o começo eu percebi que o Alex não tirava os olhos da Carol e nem ela dele.

Alex me olhava desconfiado, e eu fingia não ver para ver até onde ia tudo aquilo e qual era a dele. Começamos a tomar umas cervejas e na terceira ou quarta garrafa a Carol já tava toda soltinha, até o Guga percebeu o quanto minha mulher era uma putinha e estava feliz.

Veja também:
Trai minha namorada com minha cunhada
Perdendo a virgindade com outro homem

A mulher casada traindo o marido continua

Pouco tempo depois das trocas de olhares, minha esposa foi até o banheiro e o Alex que já estava bem alterado por conta da bebida comentou comigo:

– Caralho meu amigo Souza, tu vai me desculpar cara, mas tua mulher é gostosa pra caralho hein? E super gente boa, bebe e interage com a gente, nossa que sorte grande.

Eu gostei do que ouvi e também comentei:

– Ela pode interagir muito mais, basta vocês dois toparem. Naquele momento eles olharam para mim meio espantados. Eu então perguntei se eles tompavam foder minha mulher enquanto eu assistia, pois eu sentia muito prazer naquilo.

Eles continuaram me olhando um pouco assustados, sem entender se era uma zoeira ou não, até que disseram sim. Até o Guga que é o senhor certinho ficou doido pela minha mulher, mas com toda razão não é? Uma Pernambucana bem linda, olhos castanhos claros, peito médio e durinho, bunda grande e cinturinha fina, cabelos negros até a cintura e morena. A minha baixinha é muito gostosa e fogosa sem dúvidas alguma.

Quando ela voltou do banheiro, falei com ela que meus amigos estavam ansiosos para conhecer melhor ela, e minha puta ficou excitada na hora, eu vi no olhar dela. As vezes me sinto meio humilhado, mas sou viciado em ser corno, é um tesão enorme, adoro dividir minha esposa com outros caras e isso me faz feliz.

Depois de sairmos do bar, nos 3 fomos direto para um motel a poucos metros dali, minha putinha tava toda assanhada, já foi tirando a roupa toda e mostrando uma lingerie preta que ela usava enquanto meus amigos e eu abriamos umas bebidas e preparava a putaria.

Meus colegas ainda não conseguiam acreditar, minha esposa estava toda sensual naqueles poli dances do motel se exibindo cheias de tesão enquanto nós três assistiamos. Me levantei e fui para uma cadeira para filmar enquanto meus colegas curtiam minha puta exibida.

Ela se exibia mostrava as curvas do seu corpo, dançava e rebolava sua raba gostosa no pau deles, deixando eles de pau duro doidos pra fode-la. Ela então começou a chupar o pau de um deles, lambia as bolas e a cabeça da rola enquanto o outro batia uma punheta assistindo tudo.

Um dos meus amigos chegou a olhar pra mim e comentar:

– Caralho meu amigo corno! Sua esposa chupa muito gostoso, ela é uma verdadeira putinha, continua me chupando sua vadia.

Minha esposa estava louca de tesão, ela chupava o pau do meu amigo enquanto eu tava de pau duro, vendo aquela boca sensual e gostosa toda molhada de tesão chupando outro caralho que não fosse o meu.

Uma mulher casada traindo o marido e meu fetiche se realizando mais uma vez

Calma meus amigos, pois o melhor e mais gostoso está apenas começando.

O Guga se levantou da cadeira com o pau na mão e começou acariciar ela por trás, minha esposa virou e começou chupar ele também. Depois de uma seção bem gostosa de boquete da minha mulher neles, os três se posicionaram na cama para começar a fazer o sexo de verdade. Um por baixo da minha mulher e outro por cima, enquanto isso meu pingava de tanto tesão vendo dois caras fodendo minha mulher.

Eu ouvi o gemido alto e intenso da minha esposa, feito uma cachorra no cio quando as duas pirocas entraram nela de vez, uma no cu e outra na buceta dela.

– Aiiiin, que delicia de pau gostoso, isso, assim… me fode gostoso vai… mete fundo em mim!

Minha esposa olhou pra mim e me perguntou:

-Tá gostando de me ver assim amor? De ver sua puta caindo na pica dos seus amigos? De ver eles me comendo tão gostoso?

Eu disse pra ela que sim e continuei me masturbando enquanto filmava toda aquela putaria com o meu celular.

Minha mulher é muito gostosa e bem safada também, quando está no ápice do tesão ela começa a agir como uma verdadeira vadia, e adora gozar pelo cuzinho também. Meus amigos meteram gostoso na minha puta enquanto ela gemia, e começaram a me provocar também, pois eles sabiam que aquilo me excitava.

– Porra Souza, sua mulher tem um cu gostoso de mais, me apaixonei pelo cu da tua esposa, vou deixar ela toda arrombada e encher o cuzinho dela de porra quente pra você ver.

– Vem sua cachorra safada, rebola na minha pica se não eu encho seu rabo gostoso de tapas até te deixar vermelha.

Ela obedecia tudo direitinho, uma safada de verdade, começou a rebolar gostoso no pau duro dele e fez o Guga não aguentar mais, e o sacana gozou dentro da buceta da minha mulher, eu via a porra quente dele escorrer pela buceta da minha mulher.

Poucos minutos depois vi o outro sacana gozar no cu da minha mulher, ele tirou o pau pra fora e regalou o cu da minha mulher pra eu ver o buraco dela toda arrombada e a porra dele bem grossa escorrendo. Aquilo me deu um tesão do caralho, ela começou chupar o pau deles todo melado de porra, se levantou e me deu um beijo na boca toda meladinha de porra dos meus amigos e ainda me chamou de corno.

Depois de receber um beijo todo lambuzado de porra da minha esposa fiquei com uma vontade enorme de meter nela também, coloquei ela de quatro e fui direto no cuzinho dela. Foi uma sacanagem daquelas inesquecíveis, meu pau estava muito duro e eu ainda queria muito gozar na minha esposa que já estava toda arrombada.

Eu também chupei a buceta dela, que ainda estava toda melada de porra dos meus colegas. Ela começou a rebolar na minha cara e brincar com o grelinho da buceta dela pedindo pra eu meter a língua e chupar ela inteira, nossa, minha mulher é uma verdadeira puta!

Eu chupei o grelo dela como ela me pedia, chupava vendo aquela buceta greluda e inchada na minha cara, quando percebi que ela ia gozar, comecei a penetrar meu pau bem forte nela, arrombando ainda mais aquela buceta gostosa. Ela gemia, gritava e falava sacanagem pra mim.

– Vai meu corninho, quero você gozando na buceta da sua puta, goza bem gostoso aqui na minha buceta me mela inteira vai.

Foi impossível não gozar, gozei tanto na buceta dela que parecia que eu tinha gozado uns dois litros, mas antes de eu gozar eu senti ela gozando também no meu pau. Por fim, ficamos ali todos suados se beijando na cama, eu sentindo um gostoso sabor da buceta dela misturado com meu pau e aquele cheiro de sexo no ar.

Meus amigos foram com ela tomar banho e a sacanagem continuou no banheiro enquanto eu estava relaxado na cama só ouvindo a putaria, mas depois eu conto isso pra vocês.

Envie seu conto erótico aqui para o site!