Skip to content

Meu padrasto me flagrou na siririca

Meu padrasto me flagrou na siririca e agora sente tesão pela minha bucetinha.

Oie meninos e meninas, esse é meu primeiro conto aqui no site, e vou contar pra vocês o dia que meu padrasto me flagrou na siririca no meu quarto. E agora acho que ele ta louquinho pra comer minha bucetinha, mas deixa eu explicar como tudo começou.

Meu nome é Maria Vitória, fiz 18 anos em dezembro de 2018 e sempre fui uma novinha bem assanhada e meia puta, acho que por que desde novinha eu assistia os dvds porno que meu pai tinha em casa antes de se separar da minha mãe. Minha mãe conheceu meu padrasto a mais ou menos uns 2 anos atrás, mas só no ano passado resolveram morar juntos, e foi quando tudo começou. Meu padrasto, Marcelo, tem 33 anos, é mais novo que minha mãe que tem 46 anos.

Eu sou branca, cabelos castanhos, tenho 1,63 de altura e meus peitos são pequenos, durinhos e minha bunda também. Sempre tive bastante ficantes, mas transei poucas vezes na vida, e estou vivendo aquela fase da vida que não aguenta ficar sem uma rola, acho que as meninas aqui do site sabem bem como é rs.

Veja também:
Perdendo a virgindade com o padrasto
Masturbação Feminina

Mas não vou ficar enrolando de mais não, vou direto ao assunto. Minha mãe é representante de farmácia, vive viajando e na maioria dos dias eu fico sozinha com meu padrasto em casa, como minha mãe não deixa eu trazer homens aqui pra casa, fica difícil da uma namorada aqui em casa, e nem sempre posso sair de casa.

Um dia eu assisti um filme de romance que tinha umas cenas bem eróticas e acabei ficando com tesão. Pra vocês terem ideia eu estava usando um pijaminha bem apertadinho que tenho e o shortinho é curtinho e branco, como tava sem calcinha ficou todo molhadinho. O filme terminou lá por volta das 23h da noite e eu fui pro meu quarto, fiquei deitada mexendo no celular e me deu uma vontade de me masturbar, quem nunca?

Meu padrasto me flagrou na siririca e gostou do que viu

Fiquei peladinha do jeito adoro me masturbar, deitei na cama com as penas abertas e massageando minha buceta e apertando meus peitos fingindo que um homem bem gostoso estava me chupando fui sentindo minha buceta toda meladinha e meus peitos ficando bem durinhos.

Juro que não tenho esse hábito, mas acabei esquecendo a porta do meu quarto aberta, e o quarto do meu padrasto é em frente ao meu, a porta ficou entre aberta e eu delirando de prazer me tocando sentindo o líquido da minha bucetinha escorrendo pelos meus dedos, quando olhei pra porta, advinhem? Meu padrasto tava me olhando!!!

Eu tomei um baita susto e minha reação não podia ser diferente, pulei da cama e me enrolei com o lençol e ele saiu sorrindo pro quarto dele. Fiquei com vergonha e ao mesmo tempo com desejo, por que ele é um cara muito bonito e charmoso, mas minha mãe nunca vai me perdoar se souber que dei pra ele.

No dia seguinte a gente foi tomar café e eu pedi desculpas pra ele, mas ele falou que não precisava me desculpar por que foi ele que ficou olhando.

Fui pro banheiro depois do café tomar banho e só de pirraça deixei a porta do banheiro aberta, e fingi que não via, mas eu vi que ele tava me olhando tomar banho no banheiro, então comecei a bater uma siririca e gemendo o nome dele bem baixinho, enquanto ele me olhava eu percebi que ele apertava o pau direto.

Agora quero da pro meu padrasto gente, mas não sei se devo, se eu der pra ele vou vir contar pra vocês, comentem ai o que vocês acham da minha ideia?

1.262 Leitores curtiram esse conto

Tags: ,