Skip to content

Novinha virgem me escolheu pra tirar a virgindade dela

O dia que eu comi uma Novinha virgem e gozei nela inteira

Meu nome é Mateus tenho 26 anos e vou contar como eu comi minha nova vizinha, uma novinha virgem que me escolheu para ser o seu primeiro. Essa minha experiência sexual talvez tenha sido uma das melhores por isso vou tentar contar cada detalhe para vocês meus amigos e amigas.

Então meus amigos, esse é mais do que um simples caso de contos eróticos, foi uma experiência sexual muito boa que vivi no ano passado. Aqui na minha rua tem muitas casas de aluguel, por isso é comum sempre aparecer caras novas por aqui, geralmente de ano em ano ou de 6 em 6 meses devido aos contratos de aluguel e tal… Mas alguns vizinhos moram aqui a muito tempo.

Mas no ano passado em frente a minha casa, mudou-se um pessoal pra lá e no dia em que eles estavam chegando eu tinha acabado de chegar do trabalho e estava na varanda da minha casa. E eu vi um casal de coroas e uma menina novinha e mais um pequeno garoto que logo juguei ser o seu irmão.

Logo fiquei impressionado por aquela menina, loira, magrinha com peitos pequenos e uma bundinha durinha. Ela tava com um shortinho curto como aqueles de educação física de escola sabem? E um topzinho rosa, sua barriguinha chapada fazia destacar ainda mais aquele capôzinho de fusca de sua boceta.

Isso foi em uma quarta-feira, no sábado como de costume aqui em casa marcamos um churrasquinho pro domingo, pra tomar uma cervejinha e assar uma carne, prática comum na minha família. Quando foi a noite do mesmo sábado, eu estava indo ao supermercado comprar algumas coisas que minha mãe pediu, e quando sai vi a molecada da rua de casa jogando bola, e entre eles estava o irmão da menina que havia acabado de se mudar.

Ela estava na porta da casa dela sentada com o celular no colo e com o fones de ouvido ouvindo música e mordendo o cantinho da unha, com um jeitinho bem despojada. Passei e a cumprimentei:

– “Oi, boa noite tudo bom?”

– “Tudo bem, e você?” – Respondeu ela.

Parei um pouco e tentei estender a conversa.

– “Ta ai vendo esse jogão de futebol né?”

–  “Sim, to de olho aqui nesse jogo duro de assistir (risos)” – Respondeu ela.

Foi estranho mas naquele momento eu dei uma congelada, e apenas dei risada e segui para o mercado. Enquanto pegava as coisas que minha mãe havia pedido, fiquei pensando em um jeito de chegar mais naquela novinha, então pensei… Se ela estiver lá ainda, vou tentar puxar mais conversa com ela.

Quando virei a esquina da rua da minha casa, ela estava na porta ainda, mas agora conversando com o pai e com a mãe dela. Mesmo assim não me entreguei não, encostei neles e os cumprimentei, conversei um pouco distraidamente com eles e com ela também.

Vejam também:
Novinha funkeira fazendo sexo
Tirando a virgindade da cunhada novinha

Ouvi no meio da conversa que o nome dela era Helena, era o que eu precisava saber…

Mais um pouco de conversa perguntei aos pais dela se eles gostavam de tomar uma cerveja e com a reposta positiva deles convidei eles para ir para minha casa no domingo para a gente comer uma carne e tomar umas cervejinhas.

O pai dela me perguntou que hora seria, mesmo sabendo quando nós iriamos começar a festinha lá em casa, pedi ele o Whatsapp dele para confirmar mais tarde por mensagem. Na verdade, foi só um verde pra ver se eu conseguia o Whatsapp de Helena. E adivinhem? Deu CERTO!

O pai dela disse:

“Helena, da seu número pra ele, para ele te falar que horas vai ser amanhã.”

Rapidinho peguei meu celular e comecei a salvar o número dela.

Comendo a novinha virgem na casa dela

Umas 20:00hs do sábado mandei mensagem para ela e falei que a gente ia começar a assar carne cedo no dia seguinte, umas 9h da manhã a gente já ia acender a churrasqueira, e brinquei com ela que seria a festa de boas vindas deles no bairro.

Ela apenas confirmou com uma mensagem curta. Sem saber muito o que ia fazer para puxar a conversa dela, vi que ela tinha postado uma foto no status dançando Funk, então mandei mensagem pra ela:

– “Dança muito hein..”

Ela: “Só quando bebo kkk”.

Eu: “Então quero ver você tomando umas amanhã para ver se rola uma dança dessas”

Ela: “Só você me da de beber e eu danço para você.”

Foi a brecha que eu queria, tudo o que eu precisava era fazer aquela novinha vir em mim ha ha ha. A conversa foi se estendendo e logo começamos a falar de namorados e um monte de putaria mais. Foi quando ela falou pra mim que nunca tinha namorado, e só havia ficado com uns carinhas.

Mas ela não quis conversar muito por que já tava tarde, então marcamos de conversar mais no dia seguinte. Antes de dormir ela postou uma foto no status, e eu tenho certeza que ela colocou só pra eu ver, pois eu também tinha salvo o whatsapp dela no celular da minha mãe e vi que o status não aparecia para ela. Olhem só o que ela postou:

Helena nudes peladinha

Aquilo me deixou de pau duro, fui dormir e no dia seguinte de manhã cedo já mandei mensagem para ela. Chamei os pais delas para irem lá para casa e começamos a conversar todos e a beber. Sentei no canto da varanda e comecei conversar com ela. Botei uma cerveja e ela começou a beber, a mãe dela passou e falou: “Helena, manera na bebida…” Pensei logo, essa ai vai chapar logo.

Mas até que ela não bebeu muito, mas foi o suficiente para ficar “acesa”, começamos a falar várias putarias e papo vai e papo vem ela me contou que era virgem, e que queria perder a virgindade com um cara bem legal.

Perguntei ela quantos anos ela tinha e ela respondeu:

Ela: “Fiz 18 semana passada, sou novinha né?”

Eu: “Sim, bem novinha, mas já aguenta kkk”.

Ela me deu um tapa no ombro rindo e falou:

Ela: “Seu besta, mas é sério só vou perder minha virgindade com alguém bem legal.”

Eu: “Eu sou um cara legal?”

Ela: “Sim, por que?… AAH PALHAÇO KKKK”

Eu: “Perde comigo então…” Dei risada e passei a mão no cabelo dela.

Ela deu uma risadinha e me puxou pelo braço e foi me levando pra casa dela onde a casa tava vazia pois todos estavam lá em casa bebendo. Entramos na sala e começamos a nos beijar, ela baixinha 1,59 ficava nas pontas dos pés pra me beijar, segurei ela pela cintura e peguei ela no colo.

Ela me deu uma chave de coxa que senti sua boceta gostosa roçar no meu pau que já tava duro. O shortinho curto branco dela destacava muito bem sua bucetinha gostosa. Deitei ela no sofá e comecei a beijar ela bem gostoso.

Como ela tava com um top, nem precisei tirar a parte de cima da roupa dela, abaixei um pouco e comecei a chupar os peitos dela, ela gemia baixinho e fazia carinho na minha cabeça. Sem muito cu doce ela deixou eu tirar o shortinho dela.

Deixei ela peladinha no sofá e fiquei alguns segundos admirando aquela bucetinha linda dela, chupei ela bastante e fui no ouvido dela e perguntei: “Aquela foto do status, era pra mim?”

Ela: “Sim, ainda bem que você percebeu (risos)”.

Era o que eu precisava saber, tirei meu pau pra fora e comecei tentar encaixar a cabeça do meu pau que não é muito grande mas é razoável, naqueles lábios durinhos da buceta dela. Ela pediu pra meter de vagar…

Comecei a enfiar e ela gemia baixinho, perguntei se era pra parar e ela balançou a cabeça que não.

Comecei a empurrar devagarzinho até meu pau entrou todo, dei uns segundos e comecei a me movimentar, sentia a buceta apertada e molhada de tesão e um pouco de sangue dela melando meu pau inteiro.

Quando ela ficou mais relaxada meti mais rápido um pouco e o tempo inteiro beijava ela.

Ela me pediu pra fazer rápido por que alguém podia chegar na casa dela. Comecei a meter mais rápido um pouco, depois botei ela de quatro meti mais um pouco e fazia carinho na bunda dela, e sem tirar meu pau puxava o cabelo dela e bombava sempre com moderação pra não machuca-la.

Quando tava ficando mais gostoso, com uma voz trêmula ela olhou por cima dos ombros pra mim e me pediu pra gozar fora.

Perguntei se podia gozar nela toda, e ela disse que podia.

Continuei metendo mas tão apertadinha e tão gostosa não deu pra segurar, 8 minutos depois virei ela em cima do sofá e gozei na barriguinha chapada dela inteiro.

Vestimos as roupas e a gente voltou pro churrasco.

Até pensamos em namorar, mas ficamos com medo de estragar nossa amizade, pois depois daquele dia acabamos virando uma espécie de melhores amigos coloridos. E até hoje sempre que podemos a gente transa, ela fala que fui o primeiro dela, e que faço do jeito que ela gosta.

Sei que não sou o único que come ela, mas só de ter minha buceta garantida…

Até mais meus amigos!

Envie seu conto erótico aqui para o site!