Skip to content

Masturbação Feminina – Me tornei a puta do meu primo

Conto de Sexo Incesto: A Masturbação Feminina transformou uma mulher em uma puta para o primo

Olá pessoal do Contos de Sexo, hoje eu resolvi escrever para vocês o meu próprio conto erótico, e ele envolve masturbação feminina e sexo com meu primo. Sou super fã do site de vocês e sempre me masturbo lendo os contos que o pessoal enviam e vocês postam, desde já amo vocês.

Mas vamos ao que interessa, sou uma morena de peitos médio e com uma bunda grande e durinha, me arrisco a dizer que sou bem empinadinha, e hoje vou contar para vocês sobre quando eu dei minha boceta para meu primo.

Meu primo e eu eramos muito próximos, daqueles primos que parecem irmãos e muito amigos sabe? Um dia estávamos conversando e acabamos entrando no assunto sexo.

Contei para ele que não era muito chega ao sexo anal, e ele falou que também curtia muito comer um cu. E nisso a conversa foi virando um papo de putaria por muito tempo, o que era bem normal entre a gente, confesso!

Me lembro como ontem, em um belo sábado eu estava sozinha na minha casa e ele me ligou pra me contar algo que não importa muito, eu estava pelada me masturbando e a conversa que rolou entre a gente foi a seguinte:

– “Oi priminha, tudo bom? Ta fazendo o que piriguete?” (Ele sempre me zoou me chamando de piriguete e eu chamo ele de putão)

– “Oi puto, eu to me masturbando, mas pode falar sou toda sua agora”
Como eu tava cheia de tesão mesmo mandei essa pra ver se colava.

– “Você ta mesmo se masturbando priminha safada?” Ele falou já provocando mesmo.

– “Eu to, sério, quer ouvir o barulho do meu grelinho molhadinho?”

– “Eu quero, mas eu duvido que esteja falando sério, você é safada…”

Veja também:
Conto Incesto
Perdendo a virgindade

Masturbacao feminina virou muito mais do que conversa, virou cena de filme porno

Pra provar pra ele que tava falando sério, mandei um nudes pelo whatsapp da minha buceta toda molhada pra ele. Ele só falou um “Dlc”, e mais nada. Mas de madrugada me mandou uma foto do pau dele todo gozado depois de bater uma punheta bem gostosa por sinal.

Me contou que bateu uma pensando em mim, e que tinha gozado tanto que precisaria tomar um banho por que se melou todo.

Eu falei que também tava pensando nele, e que a gente precisava se encontrar em algum lugar mais reservado pra não ficarmos só no bate-papo de sexo, eu queria mesmo era dar pra ele.

No dia seguinte marcamos de ir para um hotel aqui da cidade que é bem organizado e confortável. Já esperando pelo momento de ver meu primo me comendo, levei tudo o que precisava pra deixar nossa transa mais gostosa.

Chegando no motel, ele começou a me beijar e eu continuei sentindo os beijos gostosos dele na minha boca. Tirei a camisa que ele tava e pouco tempo depois ele tirou toda minha roupa. Eu já conseguia ver aquele pau gostoso enorme dele e já queria sentir ele na minha buceta.

Meu primo pegou um tesão enorme por mim, eu via o pau dele bem duro e latejando na minha frente, ele me deu uma pegada mais forte e começou a me xingar toda. Olhou nos meus olhos e falou pra mim: “Vem mamar minha pica sua vadia tesuda!”.

Nem pensei duas vezes, me ajoelhei e obedeci, comecei a chupar o pau dele inteiro, foi maravilhoso, lambia as bolas dele passava língua na cabeça da rola gostosa dele sentindo aquele gostoso de pau gostoso na minha boca.

Nem percebi quando ele me levantou e me jogou em cima da cama, veio por cima de mim e começou chupar meus peitos, era cada chupada gostosa que me deixava louca, foi descendo beijando minha barriga até chegar na minha buceta e começar a me chupar certinho, quase gozei na boca do meu primo.

Meu primo começou a enfiar aquele pau enorme na minha pepeca, nossa que delicia de pau. Eu gemi tão alto que acho que o motel inteiro ouviu. Foi ai que ele começou a meter mais forte ainda, e cada vez que eu gemia alto ele enfiava mais forte ainda, ao mesmo tempo que doia e parecia que meus olhos iam saltar da minha cara, sentia aquele pau gostoso me deixando com muito tesão na buceta.

Olhei pra ele com cara de safada e falei:

– “Agora eu sou sua putinha, só sua, todinha sua…”

Ele ficou mais cheio de tesão ainda, começou a meter mais forte, parecia que estava tentando enfiar as bolas dele no meu rabo.

Olhou pra mim e disse:

– “Vem aqui minha putinha safada…”

Ele nem precisou me pedir, fiquei de quatro ele me agarrou pelo cabelo e começou meter em mim, metia tão gostoso e tão forte, que em pouco tempo falei pra ele que iria gozar.

Foi ai que ele meteu mais gostoso ainda em mim, foi com muita força que eu gozei no pau do meu primo.

Ele continuo metendo em mim, e eu sem parar de gemer só pedia pra ele não parar de meter. Algum tempo depois ele falou que ia gozar em mim, me virei bem rápido tirei a camisinha do pau dele e engoli a porra dele todinha.

Hoje sempre que a gente se encontra a gente da um jeito de foder bem gostoso.

Envie seu conto erótico aqui para o site!