Skip to content

Não neguei fogo para nova vizinha

Carlos foi comer sua nova vizinha novinha mas acabou tendo uma surpresa

Olá pessoal meu nome é André Carlos, tenho 26 anos, sou moreno alto sou policial, mas podem me chamar de Carlos, gosto desse nome por que era o nome do meu pai. Mas vamos ao que importa, moro na Bahia e no começo de dezembro do ano passado mudaram meus novos vizinhos, e junto com a mudança veio uma linda novinha de 19 anos, loira, magrinha, peitos durinhos (descobri depois que ela tinha colocado silicone), bunduda com uma tatuagem na barriga que me deixou louco.

Depois de alguns dias aqui na rua de casa, comecei a me entrosar com ela e com a família dela, e em pouco tempo de conversa consegui o número do Whatsapp dela. E sempre que eu estava no trabalho ficava trocando umas ideias com ela quando tinha tempo.

Algumas semanas depois, marcamos de tomar uma cerveja lá em casa, eu estava de folga e precisava aproveitar. Ela veio até minha casa com um shortinho jeans curto que mostrava a polpa da bunda dela, uma blusinha branca que mostrava a barriguinha dela e dava uma realçada em seus peitos gostosos.

Começamos a nos conhecer e a se entender bem, afinal nós dois sabíamos nossas intenções. Ela disse que adorava homens fardados e tal, conversamos bastante mas meu pau já estava latejando dentro da calça, eu precisava comer aquela novinha deliciosa logo.

Fui comer minha novinha e tive uma surpresa

Cerveja vai, cerveja vem, começamos trocar uns beijos e umas pegadas mais quentes. Segurei na coxa dela e dei um beijo mais quente, mas percebi que ela estava dificultando um pouco mais do que imaginei, achei até que eu estava forçando a barra.

– Você não está afim? – Perguntei a ela.

– Estou não é isso, é que…

– Que foi? É cedo demais?

– Não, é que estou naqueles dias.

Disse que entendia e podíamos marcar para outro dia. Ai veio minha grande surpresa…

– A gente pode fazer, mas só aqui atrás… Não sei se você gosta rsrs.

– Minha querida, isso é um sonho!

Levei ela pro meu quarto fui tirando a roupa dela, e chupando os peitos dela.

– Vamos logo por que minha amiguinha pode descer.

Botei ela de quatro e já fui encaixando o pau no cu dela, com um pouco de cuspe entrou bem apertadinho. Ela soltou um gemido bem alto que fiquei surpreso, aquilo me deu um puta tesão, comecei a meter mais gostoso e mais fundo no rabo dela.

A novinha empinou a bunda pra mim e a bucetinha dela ficou abertinha pra mim. Fui metendo no cuzinho dela e acabei gozando naquela bundinha gostosa dela. Como o pau ficou duro ainda, não resisti, meti a rola na buceta dela, na primeira metida vi o sangue no meu pau.

Achei que ela ia brigar mas ela deixou e eu continuei metendo e nos dois gozamos de novo e corremos pro banho.

E esse foi meu conto pessoal, desculpem o nervosismo nas palavras kkkk.

Enviado por: André Carlos F.

Envie seu conto erótico aqui para o site!