Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos de Sexo » Contos de Incesto » Comi o cu da minha prima de madrugada

Comi o cu da minha prima de madrugada

Publicado em 27/03/2020 por admin

Olá pessoal do Contos de Sexo, tudo bem galera? Vou contar pra vocês uma coisa que aconteceu comigo em Janeiro, o dia que comi o cu da minha prima durante a madrugada.

Meu nome é Lucas, tenho 19 anos e moro no interior de São Paulo. Minha família sempre foi muito unida, e só nas proximidades da minha casa tenho 3 tias e um tio que moram aqui perto. São 5 famílias que sempre se juntam nos fins de semana para churrasco, viajar e coisas do tipo.

Entre esses meus parentes está a tia Gilda, que mora a umas 3 quadras de distância da minha casa. Ela é solteira e tem uma filha, minha prima Gaby. Todos os finais de semana Gaby, eu e mais alguns primos nossos que moram aqui perto costumamos nos reunir pra jogar vídeo game, ver filmes ou só tomar uma cervejinha mesmo.

Entre minhas primas, Gaby é a mais descolada e mais assanhada também, e desde que ela completou 18 anos e começou pegar um corpinho mais interessante, eu comecei olhar ela com outros olhos, já tentei chegar nela mas ela sempre da um jeitinho de “se sair”.

Uma vez na minha casa, meu primo Adriano e Eu convidamos Gaby, as outras duas primas nossas e um amigo meu que mora aqui perto pra assistir um filme na minha casa. Colocamos uns colchões no chão da sala e madrugamos assistindo filmes e série. Por volta das duas da madrugada, eu deitei do lado da Gaby, que tava de Baby Doll, e comecei a fazer carinho nela e ela deixou. Dei uns abraços nela, uns cheiros no pescoço e ela só dando aqueles sorrisos safados.

Como a sala tava cheia não dava pra fazer muita coisa, mas em um determinado momento ela virou pro meu lado e a gente deu um selinho bem rápido. Continuamos assistindo o filme tranquilamente, até que por debaixo dos lençóis começaram a rolar umas mãos bobas. Peguei nos peitos durinhos dela e comecei a acariciar os bicos dos seios dela, a gente tava deitado quase de conchinha mas um pouco afastado, pra ninguém desconfiar.

Ela disfarçadamente meteu a mão no meu shorte pegou no meu pau e começou a bater uma pra mim, discretamente. Mas ainda tinha gente acordado, então continuamos assistindo o filme até que dormimos.

Acordei por volta de umas 4:15 da manhã, tava todo mundo dormindo, puxei Gaby pra perto de mim e dei um beijo de língua nela, meu pau já estava duro e latejando então aproveitei que ela tava de shortinho curto e folgado, puxei a calcinha dela de lado e tentei penetrar, mas não consegui, mesmo assim sentia a buceta dela com um pouco de cabelo toda molhadinha melando a cabeça do meu pau.

Trocamos mais algumas caricias mas naquela noite fiquei no tesão.

No dia seguinte a gente tava agindo normalmente, mas no fundo bem safados. Ela voltou pra casa, no fim da tarde e trocamos mensagens pelo Whatsapp. Perguntei ela se ia rolar de novo, e ela disse: “Claro que sim, ainda to com vontade”.

Pedi ela pra me mandar uns Nudes, mas ela disse que só poderia ver ela pelada pessoalmente. Fiquei na vontade!

Marquei da gente dormir juntos no final de semana seguinte. Na sexta feita, parece que minha tia Gilda pressentiu que eu tava querendo comer a filha dela, e não deixou ela ir dormir na minha casa, mas eu fui pra casa dela e dormir lá. Minha tia não deixa  gente dormir juntos, então eu fui dormir na sala e ela no quarto dela.

De madrugada ela me mandou mensagem no meu Whatsapp:

– “Mãe está dormindo, vem pro meu quarto”,

– “Ela não vai acordar e ver a gente?” – Respondi

– “Ela tem sono pesado, pode vir.”

Tomei coragem meti um foda-se e fui pro quarto dela. Quando ela abriu a porta pra mim, estava só de toalha, pressenti que ela estaria só de calcinha, mas pro minha felicidade, ela tava toda peladinha.

Gaby é uma morena muito linda, tem peitos durinhos que dá pra encher uma taça de pequeno porte, bunda empinadinha e magrinha. Ela tem um piercing no umbigo que sempre me deixou muito excitado, e logo quando comecei a dar uns beijos nela, resolvi realizar meu fetiche de chupar o umbigo dela.

Joguei ela na cama e fui direto realizar meu fetiche, aproveitei pra deslizar a língua até a buceta dela e chupar ela inteirinha. Cada chupada que eu dava na buceta dela, parecia que ela ficava ainda mais molhada, então decidi: Ta na hora!

Sentei na cama e fiz ela sentar no meu pau de frente pra mim, enquanto ela sentava, rebolava e kikava na minha pica, eu beijava ela, lambia os peitinhos dela segurando naquela bundinha durinha. Em poucos minutos vi que ela começou se retorcer, veio no meu ouvido e gemeu bem baixinho: “Eu vou goz… go… ain… que gostoso”.

De repente senti aquela cachoeira escorrendo pelo meu pau até meu saco. Ela tinha gozado! Ela saiu de cima de mim, e eu logo puxei ela pra ficar de quatro, tentei meter na bucetinha dela, mas ela não deixou. Ainda estava muito sensível, foi ai que veio minha surpresa.

Ela perguntou pra mim:

– “Você já gozou?”

– “Ainda não.” – Respondi

– “Vem cá…”

Ela pegou meu pau e tentou meter no cuzinho dela. Ela olhou pra mim por cima do ombro direito e viu que eu tava surpreso e disse: “Eu ainda to sensível Lucas, mas não quero parar, vem comer meu cuzinho depois te dou minha bucetinha de novo.”

Fiquei maluco de tesão, mas eu tentava meter meu pau no cu dela muito apertado e não entrava. Não tinha lubrificante, então eu tava tentando cuspir no meu pau e no cu dela pra lubrificar. Foi ai que ela mandou eu deitar na cama, veio por cima e encaixou minha rola todinha no cu dela.

Ela deu um gemidinho bem baixinho que parecia que ela tava chupando cana. De repente ela começou a se movimentar, e cavalgou com o cu no meu pau. O cu dela era muito apertadinho, em 5 minutos eu tava revirando os olhos, gozei dentro do cu dela. Parecia que a porra lubrificava ela por dentro o que fez meu pau deslizar ainda mais.

Não tirei de dentro, e ela continuou sentando, e mais uns 5 minutos depois vi que ela tava se retorcendo de novo. Ela gozou com o cu no meu pau!

Ela pediu pra esperar e foi tomar um banho, o quarto dela é suite então aproveitei pra tomar banho com ela.

Quando voltamos ela perguntou se eu tinha gostado, e disse que foi a primeira vez que ela fez sexo anal. Eu não acreditei muito, mas fingi que sim.

Voltei pra sala e fui dormir, pois havia o risco de minha tia flagrar a gente.

De lá pra cá, tenho transado com minha prima quase todos os finais de semana. E logo vou contar pra vocês o que vem rolando entre nós.

36584 views

Contos relacionados

Transei com meu enteado no aniversário de 18 anos

Era um sábado e aqui na nossa família sempre tivemos a tradição de comemorar aniversários com churrasco, cerveja, bolo e  tudo que o Brasileiro adora. E o Lucas, filho do meu atual marido...

LER CONTO

Perdi minha virgindade com meu padrasto

Olá pessoal do Contos de Sexo, esse é meu primeiro conto erótico aqui no site e hoje vou contar como eu fiz sexo e perdi minha virgindade com meu padrasto. Vou tentar resumir pra ir o mais...

LER CONTO

A princesinha do papai virou putinha no carnaval

Quando me separei, minha princesinha era muito novinha. O meu trabalho diminuiu a nossa convivência e o ressentimento da sua mãe suprimiu ainda mais estes breves contatos, ela só me ligava para...

LER CONTO

Comi o cu da minha cunhada na festa de ano novo

Olá, meu nome é Cleberson, tenho 36 anos e sou casado. Minha família me chama de Clebinho, então vou me identificar nesse conto com o mesmo apelido. O que vou contar hoje pra vocês meus amigos é...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 4 = ?

Contos de Sexo - Os Melhores Contos Eróticos do Brasil Estão Aqui

Se você, assim como nós, é um apaixonado por contos eróticos, o nosso site foi feito especialmente para você. Aqui, no Contos de Sexo, nosso foco é trazer os melhores e mais picantes contos e relatos eróticos para você ler e se divertir. Nosso site é feito por pessoas apaixonadas por leitura e que prezam por um texto de boa qualidade para ler e apreciar. Todo conto erótico que você ver aqui no site, é feito por algum de nossos leitores, como você.

Se você curte contos de sexo de diversos gostos e fetiches, saiba que encontrará aqui vários para saciar seu tesão. Nossos contos são separados em categorias, que vão desde fetiches mais comuns como contos eróticos de lésbicas até alguns um pouco mais picantes como contos de incesto. No nosso site não existe preconceito, desde que não infrinja nenhuma lei, o conto que você busca estará aqui.

Caso deseje nos enviar algum conto erótico escrito por você, basta fazer um cadastro rápido no nosso site e depois escrever o conto que quiser e solicitar a aprovação que em breve ele será lançado.

Contos de Sexo

© 2019 - 2024 - Contos de Sexo