Skip to content

Novinho gay não aguentou meu pau grande e só chupou

O dia que fiz um novinho gay me chupar até gozar por que não aguentou me da o cu.

Olá leitores do contos de sexo, não vou falar meu nome por que prefiro manter minha intimidade preservada, mas vou contar para vocês como um novinho gay não aguentou me da mais chupou meu pau gostoso.

Tenho 22 anos, sou alto e tenho um pau grossão de 18cm, bem definido e com a cabeça pontuda, vou contar para vocês uma vez que um amigo novinho não aguentou me dá mas acabou chupando meu pau. Eu e mais alguns amigos marcamos de fazer um churrasco na casa de um deles e chegando lá começamos a beber pra caramba, geral sobre efeito de álcool.

Um dos meus amigos disse que iria chamar um amigo dele, que era vizinho de bairro e era muito gente boa. Esse “vizinho” morava na verdade a umas duas ou três ruas mais a frente da casa dele. Como geral tava de boa ninguém se importou muito com a chegada de “um estranho entre nós”.

Alguns minutos depois ele chegou lá no churrasco com esse amigo dele, era um garoto novinho de 18 anos, moreno, cabelo liso estilo “índio”, magro e de rosto bem bonito. Meu amigo pediu para ele sentar e começar a conversar com a gente. Ele tomou umas 4 garrafas de cerveja e logo ficou mais soltinho.

Como ele estava sentado do meu lado, comecei a trocar umas ideias com ele e tal e logo percebi que ele era gay, só não sabia. Mas a todo tempo enquanto conversava comigo ele pegava na minha perna e dava umas olhadas bem indiscretas pro volume das minhas calças.

Uma hora ele com “brincadeira” fez aquela brincadeira do “caminhão do leite” em mim, passou a mão no meu pau e começou a da risada. A gente riu e tal, mas na hora olhei pra ele e vi que ele tava de pau duro.

Veja também:
Comendo o irmão de pau duro
Chupando o pau do primo gostoso

Gay novinho mamou gostoso no meu pau

Quando deu a noite, a gente tava bem alegre pois foi um churrasco bem de boa, nos conhecemos bem e a gente fizemos muitas resenhas por lá. Pedi um Taxi e falei para o novinho que pediria o Taxi para passar na casa dele, deixar ele lá e iria pra casa, assim a corrida ficaria mais barada. Ele aceitou, e quando chegamos na porta da casa dele, ele perguntou se eu não queria tomar um café com ele.

Aceitei na hora, pedi o numero do Taxista para chamar ele mais tarde e o dispensei. Os pais do meu novo amigo novinho não estavam em casa, e a gente ficou sozinho. Ele disse que ia tomar um banho e faria o café pra mim.

Sentei no sofá e fiquei aguardando ele, enquanto ele tomava banho não resisti, tirei o pau pra fora e comecei a me masturbar na sala da casa dele pensando naquele novinho me dando de quatro, minha masturbação tava tão gostosa que não ouvi que ele tinha saído do banho e ele acabou me flagrando.

Olhei pro lado e ele estava só de toalha me olhando, mas ele tava de pau duro e não falou nada. Percebi que ele gostou do que viu, então perguntei se ele queria provar:

– “Quer provar isso meu lindo?” Perguntei ele.

Ele não respondeu, apenas acenou que sim com a cabeça, deixou a toalha cair no chão e veio pelado na minha direção. Meu pau parecia que ia explodir de tesão pelo novinho, ele veio subiu no sofá sentou no meu colo e a gente começou se beijar. A bunda pequena dele parecia ter sido feita sob medida pro meu pau, eu sentia as nádegas dele se dividindo no meu pau. Eu não tava muito afim de cheiro mole, então parti pra ativa logo pois eu estava muito afim de comer aquela bundinha gostosa.

Coloquei ele de quatro no sofá, ele me olhou mordendo os lábios e falou pra eu meter de vagar por que era a primeira vez dele. Aquilo me deixou com mais tesão ainda, comer um cuzinho virgem gay é uma delicia. Tentei penetrar mais ele não aguentava, sentia dor e pedia pra parar, resolvi lubrificar o cu dele, então chupei o cuzinho dele enfiando a língua o mais fundo que eu podia, colocava um pouco o dedo dentro, fiquei em pé e tentei enfiar de novo mais ele não aguentou.

Falei pra ele pra deixar pra lá, que depois compraria um dildo pra ajudar ele a alargar o cu dele pro meu pau, mas fiquei surpreso, ele levantou na hora e falou que queria me provar. Começou me chupar todinho, lambia minhas bolas, meu pau, me babando todo parecia que eu era um enorme picolé de carne, o novinho começou a fazer um soquete, batendo meu pau na boca dele loucamente, ali eu senti que ele se libertou.

Alguns minutos depois e eu não resisti, gozei na boca e na cara dele todinho, aquele rostinho lindo ficou completamente melado de porra e da própria saliva dele que tava no meu pau.

A gente tomou um banho juntos e eu fui pra casa.

Acabei comendo ele depois, mas isso vou contar pra vocês depois…

Envie seu conto erótico aqui para o site!