Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos de Sexo » Fetiche » A professora mulata no Gangbang

A professora mulata no Gangbang

Publicado em 08/10/2022 por admin

Meu nome é Marta, tenho 47 anos, sou negra e bem cuidada, o que vocês jovens costumam chamar de “coroa enxuta”.  Dou aula de história em uma escola de São Paulo, e desde que me separei do meu marido sempre busquei viver o máximo que eu podia, e aproveitar cada detalhe.

Sempre tive um fetiche sexual bem intenso com meus próprios alunos, mas sempre respeitei todos eles, mas já estava chegando no fim da carreira e queria ter histórias para contar. Meus alunos sempre me comeram com os olhos e me sentir desejada me fazia super bem.

Um dia fui para escola com uma calça de lagging preta, bem apertada, uma jaqueta de couro vermelha com um top preto, era um dia chuvoso e pouco frio na região e muitos alunos não foram a aula. Então ficou eu e 4 dos meus alunos, todos homens, brancos do jeito que eu sempre sonhei.

Naquele dia fui o mais breve possível na aula e no fim ficamos batendo papo, e eu entrei com uma conversa mais sacana com eles. E eles ficaram bem “animadinhos”, e perguntei se eles já tinham transado, quais loucuras já fizeram e sempre com um toque de “professora cuidadora”  e ao mesmo tempo com um ar de safada.

Cada história que eles me contavam eu ficava mais excitada, mais molhadinha e com muito tesão.

Aquela altura eu já nem conseguia mais me segurar e joguei um verde pra ver o que eles fariam, no meio do assunto mandei um:

– “Imaginem só se vocês fizessem tudo isso comigo hein?”…

Em uma fração de segundos eles ficaram meio sem reação mas logo em seguida começaram a falar coisas do tipo: “Ia ser massa”, “eu topava”, “quem dera…”

Dei risadas e falei: “Vocês não prestam hein…”

Levantei fui até a porta e tranquei, como a sala que a gente estava ficava no segundo andar, era o último horário, poucas pessoas na escola e quase nenhum risco de procurarem a gente, pedi para eles me ajudarem a por a mesa da professora mais afastada da porta em direção ao fundo da sala, onde já dificultava mais da gente ser vistos.

Sem entenderem muito só obedeceram, fizemos uma nova rodinha e dessa vez sentei sobre a mesa, tirei minha jaqueta, levantei minha blusa e falei: “Que tal, quem vai ser o primeiro?” Eles começaram a rir sem acreditar, até que um dos meus alunos mais pra frente se levantou meio tímido e querendo também e veio até mim, e falou: “Posso?”

Acenei com a cabeça que sim, e ele agarrou meu peito esquerdo e começou a me chupar, eu fazia carinho na cabeça dele e ele lambendo o bico do meu peito com aquela língua quente e molhada, não demorou muito até os outros 3 se levantassem também.

Falei pra eles tirarem as calças, e eles obedeceram novamente. Me ajoelhei e comecei a chupar um a um, aquelas rolas novinhas e deliciosas, enquanto chupava um o outro recebia uma punheta minha, era assim que eu queria, era daquele jeito que eu sonhava.

A professora mulata no Gangbang

Meio com medo de sermos flagrados, eles não estavam 100% a vontade, então eu precisava ser breve. Tirei minha calça e me pus de quatro segurando na mesa. O mais tímido foi o primeiro a vir na minha buceta e começou a meter em mim com gosto.

Então mandei ele deitar no chão e fui sobre ele, comecei a sentar, e chupei mais 3 caralhos duros. O tesão era tão grande que eu mesma cospi na minha mão e passei no meu cu e mandei um deles vir meter por cima.

Nossa, foi meu primeiro DP e um sonho realizado, ele metia no meu cu com tanto desejo que quase me arregaçava por inteiro, e eu não queria que eles parassem, pedia rola o tempo todo, chupavam eles enquanto os outros dois me comiam, se tivesse como eu colocaria aquelas 4 rolas dentro de mim ao mesmo tempo.

De repente o que estava fodendo minha buceta gozou dentro de mim, eu senti aquele leitinho quente correndo pra fora, e ele revirando os olhos. Logo o que comia meu cu começou a esboçar que ia gozar, levantei rapidamente de cima deles e pedi pra eles gozarem na minha cara.

Levei uma chuva de porra do que comeu meu cu, os outros dois batiam punheta na minha cara, enquanto isso eu lambia o pau do que já tinha gozado na minha buceta, até que de repente veio mais porra na minha cara e me lambuzei mais ainda.

Agora posso dizer que sou feliz, peguei uns lenços umedecidos na minha bolsa, me limpei e limpei o pau dos garotos e a gente foi embora.

Enviado por: Marta.

Veja: Buceta

3550 views

1 - Comentário(s)

  • paulo 30/01/2024 18:26

    isso me fez lembrar quando comi minha professora de portugues nossa ela tambem era sedenta por rola ela na epoca tinha 50 anos e eu 19 adoraria foder vc tbm negona do jeito que gosto e é de sao paulo delicia

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 5 = ?

Contos relacionados

Transei com meu enteado no aniversário de 18 anos

Era um sábado e aqui na nossa família sempre tivemos a tradição de comemorar aniversários com churrasco, cerveja, bolo e  tudo que o Brasileiro adora. E o Lucas, filho do meu atual marido...

LER CONTO

Evangelica puta e novinha fazendo sexo

Oi meninos e meninas, tudo bem? Vou contar para vocês como uma evangelica puta pode se rebelar sexualmente também. Tenho 18 aninhos, 1,65 de altura e sou magrinha, cabelos lisos e de tamanho médio,...

LER CONTO

Sexo diferente na casa de swing

Vou contar um relato que aconteceu com nos, eu me chamo Robert 37 anos (branco 1,75 80kg corpo simples) e minha esposa Elisa de 29 anos (branca, 1,65 cabelos preto, corpinho muito bonito) Somos...

LER CONTO

Abigail, uma deusa evangélica em minha cama

Abigail, uma deusa evangélica em minha cama Por: Jr. DaKenga Isso aconteceu há 5 anos. Já há anos trabalho como gerente numa grande Drogaria no centro de São Paulo e junto comigo a Ana...

LER CONTO

Contos de Sexo - Os Melhores Contos Eróticos do Brasil Estão Aqui

Se você, assim como nós, é um apaixonado por contos eróticos, o nosso site foi feito especialmente para você. Aqui, no Contos de Sexo, nosso foco é trazer os melhores e mais picantes contos e relatos eróticos para você ler e se divertir. Nosso site é feito por pessoas apaixonadas por leitura e que prezam por um texto de boa qualidade para ler e apreciar. Todo conto erótico que você ver aqui no site, é feito por algum de nossos leitores, como você.

Se você curte contos de sexo de diversos gostos e fetiches, saiba que encontrará aqui vários para saciar seu tesão. Nossos contos são separados em categorias, que vão desde fetiches mais comuns como contos eróticos de lésbicas até alguns um pouco mais picantes como contos de incesto. No nosso site não existe preconceito, desde que não infrinja nenhuma lei, o conto que você busca estará aqui.

Caso deseje nos enviar algum conto erótico escrito por você, basta fazer um cadastro rápido no nosso site e depois escrever o conto que quiser e solicitar a aprovação que em breve ele será lançado.

Contos de Sexo

© 2019 - 2024 - Contos de Sexo