Skip to content

A Colega da Academia

O cara conheceu uma mulher muito gostosa na academia, e além de comer ela fez da gostosa sua amante!

Olá, amigos do Contos de Sexo o melhor site de contos eróticos do Brasil, deixa eu contar a história de uma mulher que estou com ela como minha amante atualmente, vou dizer que o nome dela é Fábia, bom vamos é a história que é um pouco longa.

Nós treinamos na mesma academia, ela certamente é a mulher que tem o corpo mais perfeito da academia, pelo menos das do horário que fazemos, e aos poucos fomos começando a pegar amizade fomos conversando sobre treino e logo outros assuntos, ela disse que mora com uma amiga que namora mas o namorado só se vem nos fim de semanas, eu também fui me abrindo um pouco, fui bem sincero disse que sou casado, mas não sou nenhum exemplo de fidelidade.

A amizade e do desejo um pelo outro foi crescendo, um dia eu a ofereci uma carona para levar ela em casa, sendo que o meu carro ficava na rua de trás da academia onde eu conseguia vaga, e era bem escura e quase deserta a rua, ela aceitou só que chegando no carro eu não me contive, dei logo um beijo nela que fui plenamente retribuído e ficamos nos amasso, que tesão aquela mulher estava me dando e fizemos isso por alguns dias, mas ali ela só tinha coragem de fazer oral em mim, até que marcamos uma sexta, ela me disse que saia do trabalho as 14:50h, e nesse dia eu tinha curso e sai do curso mais cedo e fui ao encontro dela em seu trabalho, chegando lá ela entrou no carro, e partimos para um na Washington Luiz, chegando lá subimos para o quarto e começamos a nos beijar como, então eu logo tirei a blusa e o sutiã dela, que peitos perfeitos eram os peitos mais perfeitos que eu já tinha visto ao vivo em minha vida, cai de boca neles mamei muito com ela encostada na parede, logo depois disso a virei de frente para parede e comecei a beijar aquele pescoço lindo puxando seus cabelos ela estava totalmente entregue naquele momento, e eu ainda falava putarias em seu ouvido.

– Você é muito gostosa sua safada, vou te fuder todo, você nunca vai esquecer.
– Vai fode vai, me fode você está fazendo direitinho pegando nos meus pontos fracos.

Nisso eu arriei a calça dela e comecei a da tapas e ela gemia pedindo mais, e mais forte eu assim o fiz, tirei a roupa dela todinha deixei ela de bunda empinada e dei vários tapas e puxão de cabelos, até que a coloquei sentada no cavalinho e comecei a chupar aquela buceta lisinha delicioso, ela puxava minha cabeça encontro a ela mas eu me afastei para poder deda ela também e da uns tapas em sua buceta.

– Isso vai me bate isso ta muito bom me chupa mais, vamos me come seu cachorro.

Eu coloquei meu pau para fora e comecei a bater com ele na buceta dela sem meter, eu queria deixar ela louca e estava conseguindo, e voltei a cair de boca lambendo o grelo dela foi quando ela anunciou seu primeiro gozo.

– Aiaiaiai puta que pariu vou gozar, vou gozar …

E gozou que delicia isso, ai eu a tirei dali a coloquei sentada na cama e com minha piroca eu comecei a bater na cara dela, com a piroca é claro com tapas também, ela adora apanhar que puta safada gostosa, mas ela logo agarrou minha piroca e começou a pagar um belo boquete, ela sabia trabalhar bem com a boca, chupava ele todinho, lambendo a cabeça dele e dando mordidinhas de leve, e claro continuando a bater com ela em sua própria cara. Eu só falava:

– Isso piranha continua, se satisfaz com ele chupa muito arranca leite dessa piroca e se alimente.

Isso foi um combustível para ela, começou a chupar e a punhetar muito ele, passando pelo saco, até que eu disse a ela que já estava perto de gozar, ela o colocou na boca e eu gozei muito dentro da boca dela, sendo que eu não vi uma gotinha se quer de minha goza, ela engoliu tudo e me olhou com cara de safada satisfeita e lambeu meu pau até ele ficar limpinho.

Logo deitamos na cama e ela não quis nem respirar aproveitou que meu pau ainda estava duro, pegou uma camisinha encapou ele e foi para cima e começou a cavalgar bem gostoso, aquela visão era maravilhosa, aqueles peitos perfeitos que parecia ser siliconados (mas ela jura que não eram), ela sabia rebolar, sabia colocar um pau sentir prazer, ela era foda na cama, ai eu a virei e a coloquei num papai e mamãe, mas logo ela indagou:

– Isso é gostoso mas eu não quero isso, eu quero ser fudida com força, papai e mamãe eu faço com meu namorado.
– A é piranha? Então toma.

Dei um tapa na cara dela e ela:

–  Isso, isso me bate me arromba.

E a coloquei num frango assado gostoso e metia com muita força ela gemia muito,

– Isso pirocudo me arromba com essa tromba.

Eu levantei mais o tronco dela e subi numa posição que sempre faço (uma posição que todas dizem que nunca tinham feito mais adoram, essa eu só ensino pessoalmente rsrsrs):

Ela falava:

– Que porra é essa, caralho seu piru ta bantendo no meu útero que delicia, continua mete mais vou gozar novamente, caralhoooo puta que pariu, mete mais porraaaa gozei!

Eu a desci e coloquei de quatro, e comecei a meter com força, puxando seus cabelo e batendo em sua bunda, ela só sabia pedi mais e mais, e eu arriei seu tronco para a bunda ficar mais empinada e metia, batia, xingava era uma putaria só, até que eu já não estava mais aguentando e nem ela os dois iam gozar juntos dessa vez, e foi oq aconteceu.

Depois disso os dois caíram na cama e ficamos quase uns 20 min só se recuperando se beijando e dizendo o quanto foi bom.

Mas logo eu disse a ela:

–  Linda eu queria muito uma coisa…
– Eu já sei o que é, mais vc é muito grande vai estragar tudo lá trás.
– Você é virgem lá trás?
– Não eu faço e gosto mas o seu é exagerado.
– Deixa se você não aguentar eu paro rsrsrs.
– Ta bom vai lá.

Ai comecei a beijar ela novamente, e ela pegou em sua bolsa um KY, eu perguntei:

– Você veio na intenção né? Piranha
– Não como eu disse eu faço e gosto por isso sempre tenho.

Eu lambuzei meus dedos com aquilo e comecei a colocar no buraco dela meus dedos, primeiro um e fui aumentando até colocar o terceiro dedo, ai ela mesmo já estava pedindo:

– Vai pirocudo coloca logo isso ai quero ver se aguento.

Eu comecei a colocar e ela logo reclamou,

– Você quer que eu não faça?
– Não continua desculpa

Eu coloquei novamente e fui devagarinho, e cada vez mais entrava, ela já estava em delírio, e eu fui colocando até entrar tudo e parei com ele la dentro,

– Já está todo dentro, quer que eu soque devagar ou rápido?
– Rápido me rasga me fode logo

Eu então não tive pena soquei com muita força ela gritava muita, uma mistura de dor e de prazer, eu falava

– Quer que eu pare?
– Nãoooooo se parar eu te mato me fode,

Ai eu fudia mas os gritos eram muito altos rsrrsrs, ae ela começou a morder o travesseiro para parar de gritar, só levantou para gritar

– Puta que pariu não aguento mais gozei novamente caralhooooo!

E cai com as pernas tremendo. Eu a virei de frente tirei a camisinha e comecei a punhetar para gozar nos peito dela, gozei bastante para minha terceira gozada.

Ela catou tudo com os dedos e lambeu toda minha goza (ela gosta de leite). Eu deitei ao seu lado e ela estava bufando com o coração disparado, e disse:

– Bem que vc falou que seria inesquecível, eu nunca gozei tanto obrigada pela experiência maravilhosa
– Você também me deu muito prazer minha linda.

Ficamos umas meia hora só conversando namorando e depois nos arrumamos e fomos embora, hoje em dia ela é minha amante, as vezes fazemos umas doideiras na casa dela (ela mora sozinha com uma amiga), se quiserem conversar ou outras coisas meu email é [email protected].

Espero que tenha gostado desse longo conto.

Enviado por: Pedro

Envie seu conto erótico aqui para o site!